Quem dispensa arbitragem não pode invocá-la em outro processo sobre mesmo contrato