Publicado originalmente

Por José Maria da Costa

 

Timóteo da Silva envia a seguinte dúvida ao Gramatigalhas:

 

“Prezado professor: vejo e ouço muitas vezes, no meio jurídico, o emprego da palavra ‘expert’ para significar perito. E indago: existe essa palavra em português?”

 

1) Existe em nosso idioma o vocábulo expert, que se tem encontrado muitas vezes no meio jurídico com o significado de perito.

 

2) Ora, em salutar raciocínio que se deve repetir sempre, quando se quer saber se uma palavra existe ou não em português, deve-se tomar por premissa o fato de que a autoridade para listar oficialmente os vocábulos pertencentes ao nosso idioma é a Academia Brasileira de Letras.

 

3) E essa autoridade, a ABL a exerce por via da edição do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa.

 

4) Uma simples consulta ao VOLP mostra que nele não se registra a palavra expert, o que implica dizer que tal vocábulo simplesmente não existe no idioma e, assim, seu emprego não está autorizado ao usuário do idioma.

 

5) Desse modo, deve ser substituído por perito, versado ou especialista, ou mesmo experto, este sim com registro específico na mencionada obra. Exs.: a) “Após a apresentação dos quesitos e a nomeação dos assistentes técnicos, os autos foram ao expert designado pelo Juízo” (errado); b) “Após a apresentação dos quesitos e a nomeação dos assistentes técnicos, os autos foram ao experto designado pelo Juízo” (correto).

 

6) Aos que, mesmo depois dessas observações, insistirem em usar a palavra expert, anota-se que ela é de origem francesa, e não inglesa, de modo que sua pronúncia é oxítona, sem que se ouça o som da última letra (pronuncia-se ecspér).

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on pinterest
Pinterest
Imagem padrão
periciabr
Artigos: 328
0
Seu carrinho está vazio!

Parece que você ainda não adicionou nenhum item ao carrinho.

Buscar Cursos